Oitenta e duas pessoas recebem sacramento do Crisma na Paróquia São Jorge

O Catecismo da Igreja Católica nos ensina que o Crisma, ou a Confirmação, pertence, juntamente com o batismo e a Eucaristia, aos três sacramentos da iniciação da vida cristã da Igreja Católica.

No Crisma, assim como ocorreu no Pentecostes, o Paráclito desceu sobre a comunidade dos discípulos. E foi isto que aconteceu no último sábado, 1º de junho, quando 82 pessoas da Paróquia São Jorge, entre jovens e adultos, foram crismados.

Em uma celebração presidida pelo Monsenhor Sabino, Vigário Episcopal da Região Nossa Senhora dos Remédios, os crismados foram encorajados a serem fieis na obediência a Deus e convidados a se fortalecerem para uma vida de testemunho de amor a Cristo.

A partir do Crisma passa-se a ser um membro legítimo da Igreja Católica e, portanto, há grande responsabilidade em se manter fiel a Deus e ao projeto de Cristo. Para tanto, Monsenhor Sabino reforçou sobre a importância da leitura da Palavra de Deus, da meditação e da interiorização da Palavra; da programação da vida, dos pensamentos e dos atos conforme o querer de Deus.

“O crismado deverá ler a Bíblia, sistematicamente, pelo menos uma vez por semana. É importante fundamentar sua fé na Palavra de Deus. Guarde na sua mente e no seu coração a palavra que Deus lhe disser. Medite. Meditar é colocar-se diante de si e de Deus. Precisamos refletir sobre a palavra de Deus. Programe sua vida para que seja como Deus quer. Queira fazer a vontade de Deus, o que importa mesmo é agradar a Deus e não tanto a nós ou aos outros”, orientou.

Monsenhor Sabino reforçou ainda a importância da prática da oração pessoal, uma vez que, sem oração não se pode ser cristão. Além disso, ele destacou a necessidade de se participar da Santa Missa no intuito de se tornar, verdadeiramente, membro da igreja.

“Oração é diálogo. Não fiquei nenhum dia sem orar. Assim como também dou um destaque especial à participação na Santa Missa. É participando da missa que nos tornamos membros da igreja. Missa deve fazer parte integrante da vida do cristão. Leia conteúdos que lhe faça crescer na fé. Pessoa adulta não pode ter uma fé infantil. Compartilhe o seu conhecimento de fé. Valorize os sacramentos. Sede Santos como seu Pai é santo. Procure a reconciliação com Deus”, afirmou.

O presidente da celebração, Monsenhor Sabino reafirmou a necessidade de que se participe da comunidade. “Não existe católico avulso. Seja afetivo e efetivo em sua comunidade. É preciso ser cristão dentro e fora da igreja. Sal e Luz. Ocupe seu lugar na sociedade. O cristão deve se transformar em outro Cristo. Se revista de Cristo”, finalizou.

Quem é ungido com o Crisma deve difundir o bom perfume de Cristo (cf. II Cor 2,15).

 

Por Michele Gouvêa

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *