Missa em Ação de Graças celebra 12 anos de evangelização de frei Agostinho em São Jorge

Após 12 anos de serviços à Paróquia São Jorge chegou a hora de frei Agostinho Odorizzi partir para novos desafios e, como não poderia deixar de ser, os fiéis lotaram a igreja matriz na noite deste sábado, 2/2, para a missa de Ação de Graças. Todas as comunidades da paróquia fizeram questão de prestar suas homenagens ao frei, que se emocionou e exortou que todos sigam os trabalhos pastorais, de evangelização e que incentivem as vocações.

Frei Agostinho segue para São Paulo, onde exercerá a função de ministro provincial da vice-província da Terceira Ordem Franciscana (TOR). Com o novo compromisso, tornar-se-á pároco em São Jorge o frei José Maria Botelho que, ao lado de frei Faustino Fernandes, dará continuidade à caminhada paroquial. Frei José Maria tomara posse como pároco neste domingo, 3/2, às 19h30, em celebração presidida pelo arcebispo metropolitano de Manaus, dom Sérgio Castriani.

Além dos frades Agostinho, Faustino e José Maria, também participaram da missa em Ação de Graças pelos 12 anos de evangelização no Amazonas os padres Geraldo e Paulo Tadeu Barausse. Durante a celebração, frei Agostinho agradeceu a todos pela caminhada na paróquia São Jorge e pediu a Deus para que nossos frades tenham sempre muita fé para se manterem firmes na evangelização.

“Peço a Deus que continue a nos animar nesta caminhada de evangelização. Agradeço a Ele e a vocês por tudo, principalmente, nos momentos mais desafiadores em que nos deram e foram luz para seguir adiante. Também peço a Deus que ilumine nossos frades nesta caminhada”, disse.

Durante sua homilia, frei Agostinho falou que hoje era um dia muito especial para todos nós, especialmente que estava na casa de Deus, em São Jorge, para dizer muito obrigado por tudo aquilo que Deus lhe concedeu ao longo dos anos. Ele ressaltou que todos os momentos, que todas as conquistas só foram possíveis porque foram construídas em conjunto.

“Não construímos as coisas sozinhos e aquilo que fizemos só foi possível porque foi uma construção junto com as lideranças, as coordenações, as comunidades, junto com a fraternidade Nossa Senhora do Loreto”, afirmou.

Ele continuou dizendo que a liturgia do sábado é muito significativa porque além de fazer memória a apresentação de Nosso Senhor Jesus Cristo no templo, de ser a festa da apresentação do Senhor, é também o dia em que se celebra o dia da vida consagrada.

“Nós somos fraternidade, somos frades, frades franciscanos. Nós temos um carisma, um modo de vida, um modo de viver. Frei Franciscano está a serviço de um povo e a vida consagrada tem esse sentido. Eu convido a paróquia São Jorge a continuar a guardar essa maneira de ver o espírito de trabalho em nossa paróquia, com os frades, com os leigos, com esta caminhada em comunidade”, falou.

E continuou a exortar. “Continuem a caminhar, não abandonem aquilo para que você foi chamado a fazer dentro da comunidade, da pastoral, de um movimento. Desafios sempre existirão. Quando a gente fala que amar a Jesus Cristo é um desafio, é um desafio, mas é o que devemos fazer”, disse.

Frei Agostinho falou ainda sobre as vocações sacerdotais e religiosa nas comunidades da paróquia. Convidou às comunidades a cultivarem este sentimento no coração dos jovens e convidou todos a se sentirem responsáveis por rezar pelas vocações sacerdotais e religiosas. E se despediu dizendo.

“Rezem por mim. Eu rezarei por vocês. Muito, muito obrigado!”.

Por Michele Gouvêa

Um comentário em “Missa em Ação de Graças celebra 12 anos de evangelização de frei Agostinho em São Jorge

  • 3 de fevereiro de 2019 em 12:00
    Permalink

    Frei Agostinho,
    Suas pregações foram importantes e fortaleceram a minha fé. Seu carisma reflete a verdadeira vocação de sacerdote, tão difícil nos dias de hoje. Sentirei sua falta,pois aos domingos saía muito cedo do meu bairro pela alegria de escutar sua homilia. Que Deus o abençoe!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *