Paróquia São Jorge festeja Sant’Ana e São Joaquim

No próxima quinta-feira, dia 26 de julho, celebraremos o dia de Santa Ana e São Joaquim, segundo o calendário católico. Esses dois santos estão relacionados a figura dos avós e por isso o dia 26 de julho também é considerado o Dia dos Avós. Na paróquia São Jorge a data será celebrada com uma ampla programação, que terá início com o tríduo nos dias 23, 24 e 25 de julho, às 19h, na Rua Humberto de Campos, S/N, São Jorge.

Tendo como tema: “Sant’Ana ajudai-nos a viver a solidariedade, a justiça, a paz e o amor com os mais necessitados”, os festejos incluem ainda procissão seguida de missa no dia 26, a partir de 18h30, e arraial no dia 28, a partir de 19h. O arraial terá como atrações muita música, dança, brincadeiras, leilões, bingo, comes, bebes e guloseimas.

História de Santa Ana e São Joaquim

Ana era mulher de Joaquim, ambos judeus, e viviam em Israel e numa época onde a Igreja vivia um período de ansiedade e tensão por conta da tão anunciada e esperada promessa da chegada do Messias.

Ana, já em idade avançada, não tinha filhos e isso era causa de desgosto e até mesmo vergonha para ela, já que toda mulher judia na época poderia carregar o Salvador em seu ventre. Mas, Joaquim e Ana eram muito devotos e cheios de fé e esperança nunca deixaram de rezar e pedir por esse milagre, até que Ana engravidou.

Ana dizia: “Se Deus vive e se eu conceber um filho ou filha será um dom do meu Deus e eu servirei a Ele toda a minha vida.”

Eles definitivamente foram escolhidos para serem pais daquela que viria a ser a mãe do filho de Deus. Poucos são os dados históricos encontrados sobre eles, mas sabe-se que Maria nasceu primeiramente sob o nome de Miriam (em hebraico – Senhora da Luz) e depois passou a ser chamada apenas de Maria, no latim.

E a partir desse dia, toda a vergonha transformou-se em alegria e orgulho, pois Ana e Joaquim ganham o título de pais da Mãe do Filho de Deus. Ana cumpriu a sua promessa e ofereceu Maria a serviço de Deus, no templo, quando ela tinha 3 anos.

Comemoração e celebração

Sabe-se que inicialmente apenas Santa Ana era celebrada, por ser a mãe daquela que viria gerar o filho do Salvador, mas no ano de 1584, São Joaquim também passou a ser celebrado e apenas em 1913 a data foi oficialmente reconhecida pela Igreja Católica como “Dia dos Avós”

Foi no V Evento Mundial da Família na Espanha que o papa Bento XVI falou da importância dos avós para as famílias católicas e reforçou o quanto os avós podem ser e na maioria das vezes são a certeza do afeto e da ternura que todo ser humano precisa dar e receber.

Certamente é uma data muito importante e bonita para ser comemorada, lembrada e celebrada e é por isso que nós, da Sagrada Família, te incentivamos a abraçar seus avós, presenteá-los e demonstrar todo o carinho e amor que vocês sentem por eles.

Para aqueles que já não estão mais entre nós, vale uma oração de agradecimento, uma vela acesa ou qualquer outra homenagem para que esse dia não passe em branco.

Oração aos Avós

Ó DEUS eterno e todo-poderoso, em vós vivemos, nos movemos e somos.
Nós vos louvamos e bendizemos por terdes dado a estes vossos filhos e filhas, nossos queridos vovôs e nossas queridas vovós, uma vida longa com perseverança na fé e em boas obras.
Concedei que eles, confortados pelo carinho dos filhos, netos e amigos, se alegrem na saúde e não se deixem abater na doença, a fim de que, revigorados com a vossa bênção, consagrem o tempo da idade madura ao vosso louvor, seguindo os exemplos de São Joaquim e de Santa Ana, que na fidelidade à Palavra de Deus, cumpriu sempre a vontade de servir e de amar a todos.
Por Cristo, nosso Senhor.

Fonte: www.nossasagradafamilia.com.br 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *